Blog

IZA LOURENÇA DEBATE TARIFA ZERO EM BH

Mobilidade urbana

IZA LOURENÇA DEBATE TARIFA ZERO EM BH

Vereadora destacou a influência da precarização do transporte público sobre a qualidade de vida na periferia

Foto: Letícia Souza

A vereadora Iza Lourença (PSOL), participou da mesa “O papel do Governo Federal no transporte”, no 2º Encontro: Transporte como um Direito e caminhos para a tarifa zero, promovido pelo Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (IDEC), realizado em Belo Horizonte. O objetivo do encontro foi debater as possibilidades de financiamento público do transporte coletivo, especialmente no modelo de tarifa zero, experiência que já é vivida na região metropolitana da capital mineira, em Caeté. 

Além da parlamentar, fizeram parte da mesa pesquisadores brasileiros e um alemão, ampliando a discussão sobre modelos de operação e concessão do transporte público, além de maneiras de dar ao setor a sustentabilidade ambiental necessária enquanto aumenta a capacidade de atender novos passageiros.

Durante sua participação, Iza destacou sua luta pela expansão do metrô como bilheteira e ativista dos movimentos sociais. Para a metroviária, o custo integral do transporte público deve estar sob responsabilidade dos empresários ou do setor público, já que atualmente o trabalhador paga pelo próprio transporte, seja com dinheiro, complementando o vale transporte (quando recebe o benefício), ou com o tempo gasto no trânsito, graças à precariedade do serviço prestado e da insuficiência das políticas públicas atuais.

Desde o início do seu Mandato Movimento, em 2021, Iza Lourença vem travando batalhas contra a máfia do busão na Câmara de Belo Horizonte. Atualmente, a cidade está sendo feita de refém pelas empresas de ônibus, que chantageiam a população dizendo que só é possível ter ônibus circulando se receberem subsídios altos do poder público, e sem nenhuma garantia de entregar um serviço de qualidade aos usuários.

Outro ponto destacado pela parlamentar é que, enquanto o modelo de subsídio atual seguir favorecendo os empresários e em vez de beneficiar a população, a cidade seguirá incentivando o deslocamento individual no lugar do coletivo, o que é insustentável a longo prazo.

A precarização do transporte público também promove a gentrificação de espaços públicos. Os altos valores cobrados pelas empresas que priorizam o lucro impedem o acesso e retiram do trabalhador seu direito ao tempo. Iza Lurença também destacou a relação entre a precarização do transporte e a retirada de direitos das pessoas que dependem do serviço: “Quando a gente discute a mobilidade urbana e o transporte [público], o que está em jogo é ‘qual o domínio da cidade? Quem domina as cidades?’ São as empresas […] A interdição [de circulação] também é uma interdição de direitos”, destaca.

Comente:

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Select the fields to be shown. Others will be hidden. Drag and drop to rearrange the order.
  • Image
  • SKU
  • Rating
  • Price
  • Stock
  • Availability
  • Add to cart
  • Description
  • Content
  • Weight
  • Dimensions
  • Additional information
  • Attributes
  • Custom attributes
  • Custom fields
Click outside to hide the compare bar
Compare
Wishlist 0
Open wishlist page Continue shopping